Teoria e Crítica Literária

"Todo Anjo é terrível."   (Rainer Maria Rilke)

Textos

      
                         Black Blocs e Anonymous
             são ameaça ao estado de direito

                                                                   Milton Corrêa da Costa*
 

"Dar apoio público aos Black Blocs, ainda mais quando se trata de uma grande celebridade, significa, a meu ver, um passo no sentido da contramão de direção. A própria essência do grupo Black Bloc não contempla a palavra paz e sim a violência e a desordem como formas de manifestação. São radicais que se insurgem contra qualquer tipo de organização social, como a própria doutrina do anarquismo.

A Polícia Civil prendeu, inclusive, no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (04/09), acusados de incitamento à violência, via Internet, cinco integrantes do grupo Black Bloc. Também foi apreendido algum material próprio para o vandalismo. É necessário, urgentemente, cortar o mal pela raiz. Arruaça e desordem têm limites. E o limite é a lei.

Estamos diante de uma quadrilha - a própria chefe da Polícia Civil assim os denominou - que afronta gravemente a ordem pública, invadindo sites de Internet, incitando a violência, destruindo o patrimônio público e privado e ameaçando a incolumidade de cidadãos ordeiros. Parabéns à Polícia Civil pela eficaz ação investigativa.

O estado democrático de direito não contempla o radicalismo de grupos de vândalos e nem o anonimato pelo uso de máscaras ou rostos cobertos por panos. Os que apoiam os Black Blocs obviamente que ficam isentos, inclusive nas proximidades de suas residências, da ação do grupo radical. Resta saber se os cidadãos que passaram difíceis momentos com a depredação em locais próximos às suas residências e lojistas, que amargaram consideráveis prejuízos, apoiam os Black Blocs, principalmente na Zona Sul do Rio, onde os atos de vandalismo e a afronta ao direito de ir e vir da maioria, têm sido mais constantes..

Aos inimigos da democracia, o rigor da lei. Que a eficaz e providencial ação da Polícia Civil do Rio de Janeiro, na última quarta-feira, em nome da ordem pública e da paz social, sirva de exemplo para as demais polícias no Brasil e que a determinação legal de identificar os mascarados, durante os protestos deste 7 de setembro seja fielmente cumprida.
*
 
   Dezesseis perguntas sobre a onda de protestos
Alguns vândalos mascarados (ensandecidos) cometeram, mais uma vez, atos de violência quebrando vidraças de bancos no trajeto, destruindo placas de sinalização, lixeiras, etc. etc, numa grave afronta ao estado democrático de direito.

     
      AS PERGUNTAS, PORTANTO, SÃO:
1) Até onde irão o radicalismo, o vandalismo e a arruaça?

2) Até onde o direito de ir e vir da maioria será aviltado?

3) Quem está por trás dos rostos encobertos?


4) São trabalhadores, estudantes, estagiários? O que fazem?

5) Estão a serviço de quem?

6) Quem os financia?

7) O que realmente reivindicam?

8) Até onde vai a afronta ao poder público?

9) Por que destroem, com tamanha agressividade, o patrimônio público e privado?

10) Até onde vai o desrespeito à democracia?

11) Por que atacam e enfrentam contingentes policiais?

12) Que conhecimento têm dos princípios que regem o estado democrático de direito?


13) Por que até hoje, tais arruaceiros, ainda não foram enquadrados, por incitação à subversão à ordem social, na Lei de Segurança Nacional (
Lei nº 7.170/83) em pleno vigor em território nacional?                                (clique)

14) Que inconfessáveis interesses políticos há por detrás de manifestações tão violentas?

15) Qual é o verdadeiro papel da 'Mídia-Ninja'? Criar no país uma rede privada de imprensa que divulgue tão somente o possível excesso policial e encubra os atos de vandalismo de seus protegidos? Pretendem, sempre que podem, também impedir o trabalho da imprensa livre?

16) Para onde está realmente caminhando o Brasil? Para uma situação permanente de grave perturbação da ordem pública? 

São perguntas que precisarão ser respondidas antes que a ameaça à estabilidade nacional seja fato real e incontrolável."

____________
*O autor deste artigo é tenente-coronel da reserva da PM
  do Rio de Janeiro.
** Lei Estadual nº 6.528/13 (anti-máscaras)
                          (clique)

                                *********

O Jô produziu as seguintes notas sobre os Black Blocs e os Anonymous, visando a ilustrar o artigo do sr. Milton:

   "Os Black Blocs se caracterizam por:
- incitação à violência (palavras de ordem, enfrentamento)
 
- atos de vandalismo (disfarçados na multidão de manifestantes ou em grupos isolados)
 
- envolvimento em depredações e destruições durante protestos pacíficos
 
- fazem uso de facas, jacarés, coquetéis molotov, máscaras do Anonymous, máscaras de gás etc.

Jacarés – artefatos de ação perfurante de múltiplas pontas, usados pelos Black Blocs durante as manifestações. Contêm pregos, e quando jogados pode ferir manifestantes, policiais, jornalistas.
    
 
Quando detidos, os BB são indiciados pelos crimes de  formação de quadrilha armada e incitação à violência."

               (estas preciosas informações foram colhidas do G1 pelo Jô)


           Anonymous:
Eu, Jô, pensava fossem apenas jovens atrás de máscaras brancas, nas ruas... Surpresa: trata-se de uma rede  mundial, organizadíssima!
Achei esse esclarecedor artigo, que transcrevi para o Recanto:

"Acabar com corrupção é foco do Anonymous"                                                                (Fábio Almeida - da RBS TV)

         ****************************
  
Fontes de consulta:
Blog
http://coturnocarioca.blogspot.com.br/
       http://g1.globo.com/

         http://www.alerj.rj.gov.br/
 
Milton Corrêa da Costa e Jô
Enviado por Jô do Recanto das Letras em 15/09/2013
Alterado em 12/10/2013


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras